Boletim da Mobilidade Metropolitana da Setrans traz novidades na segunda edição

09/09/2021 |

Como noticiado nesta Revista Ônibus, na edição passada (113), na seção Terminal, a Setrans lançou, em abril deste ano, um importante instrumento de consulta, planejamento e divulgação de suas ações e projetos: o Boletim da Mobilidade Metropolitana, agora já em sua segunda edição, lançada no dia 5 de agosto. Além de apresentar dados e informações sobre a demanda do sistema de transporte público da Região Metropolitana do Rio de Janeiro, cada uma das edições do Boletim é acompanhada de análise de pontos importantes e fatos relacionados à mobilidade urbana, mostrando também os impactos da pandemia no setor.

A iniciativa da Setrans de produzir esse informativo, com periodicidade trimestral, tem como objetivo servir como fonte segura de informações, mas, principalmente, dar maior transparência a todas as ações e planejamentos da Secretaria. O Boletim da Mobilidade Metropolitana é organizado por temas e dividido em capítulos, para melhor compreensão do leitor. Ele trata dos modos de competência estadual – metrô, trens, barcas, ônibus e vans intermunicipais – mas apresenta também as demandas de modos de competências municipais da Região Metropolitana.

“IMPORTANTE ALIADA”
Os sistemas de mobilidade estão separados entre: sistema sobre trilhos, sistema rodoviário, sistema aquaviário e micromobilidade. Há um capítulo dedicado aos ônibus e vans intermunicipais, outro para ônibus e vans da cidade do Rio de Janeiro, e capítulos exclusivos para as linhas municipais dos demais municípios da Região Metropolitana do Rio de Janeiro e o VLT, que opera no Centro do Rio. O Programa Bilhete Único Intermunicipal (BUI) também é contemplado entre os assuntos, com um capítulo especial, assim como as bicicletas. Ao final, o informativo fala sobre o impacto da Covid-19 no sistema de transporte do Estado do Rio de Janeiro.

O projeto de produção do Boletim é da equipe de mobilidade da Setrans e foi iniciado em 2019. Segundo a subsecretária de Mobilidade e Integração Modal, Paula Azem, “ele é fruto da escassez de dados consolidados que encontramos aqui na Secretaria quando iniciamos nossa gestão. É um marco para nós”. Criado na gestão do então secretário Delmo Pinho, o informativo ganhou maior destaque e relevância a partir da gestão do atual secretário, Juninho do Pneu.

“A pandemia aponta para um cenário delicado para a mobilidade urbana no mundo, trazendo à tona a necessidade de enfrentamento imediato de alguns problemas do setor”
Juninho do Pneu, Secretário de Transportes do Estado do Rio de Janeiro

“Essa ferramenta será uma importante aliada no planejamento das ações e projetos da Secretaria. A pandemia aponta para um cenário delicado para a mobilidade urbana no mundo, trazendo à tona a necessidade de enfrentamento imediato de alguns problemas do setor. Precisamos unir todos os atores que possam influenciar nesse novo momento do transporte público do Estado”, disse o secretário durante o lançamento da segunda edição, no Palácio Guanabara.

CONTEÚDOS APRIMORADOS
A primeira edição do Boletim apresentou os dados de 2020. O recorte feito do ano passado, marcado pelas medidas de isolamento social e a adoção de ações que contribuíram decisivamente para a redução da velocidade de expansão da pandemia no território fluminense, mostra um panorama dos reflexos da Covid-19 na mobilidade.

Já a segunda edição traz as informações sobre o primeiro trimestre de 2021. Além dos dados referentes à demanda de passageiros no sistema de transporte público do Estado nesse período, o segundo informativo apresenta algumas novidades, como a apresentação de dados de gratuidades. Os gráficos mostram a participação das gratuidades em relação à demanda total em cada modo de transporte. Essas informações são relevantes para as avaliações das políticas públicas e sociais do governo. O documento detalha também os projetos estratégicos da Setrans, como o Sistema Estadual de Bilhetagem Eletrônica, o Estudo de Reavaliação Econômico-Financeira e Social do Programa de Bilhete Único Intermunicipal (BUI), a Modelagem e o Edital de Licitação do Transporte Aquaviário, a Repactuação dos Contratos de Concessões do trem e do metrô, entre outros.

O presidente da Fetranspor, Armando Guerra, e a diretora de Mobilidade Urbana da entidade, Richele Cabral, participaram da cerimônia virtual de lançamento das duas edições do Boletim de Mobilidade Metropolitana, respectivamente nos dias 28 de abril e 5 de agosto.

Comente aqui

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *