Projeto da Fetranspor leva alunos da rede pública a espaços culturais

17/07/2017 |

A Fetranspor deu início, em 28 de março, ao piloto do projeto “Fetranspor Social – Transportando Educação e Cultura”, que leva semanalmente alunos da rede pública de ensino dos municípios do Rio, de Nova Iguaçu, Duque de Caxias, Niterói, São Gonçalo, Itaboraí e Maricá, para visitas guiadas aos espaços culturais AquaRio, Museu do Amanhã, MAR (Museu de Arte do Rio) e ao Museu Histórico Nacional.

A atividade inaugural levou 29 alunos do 7º ano e do Projeto Acelera, da Escola Municipal Jornalista Assis Chateaubriand, ao Museu de Arte do Rio de Janeiro – MAR.

De tão satisfeita com a oportunidade, a funcionária Sanny Cotta, da direção da Escola, comparou sua alegria a “uma felicidade de réveillon”. Segundo ela, em sua experiência como coordenadora de ensino por 12 anos, e hoje atuando junto à direção, sempre enfrentou grande dificuldade para conseguir condução para esse tipo de atividade. O orçamento escolar é sempre muito reduzido e não permite investimento em aluguel de veículos. “Não tenho palavras para agradecer pela criação desse projeto”, afirmou.

Os alunos tiveram explicação sobre a arquitetura do Museu e do seu entorno, admiraram as obras de arte, interagiram com os guias e participaram de experiências. Lúcio da Silva, de 15 anos, disse ter gostado muito de conhecer o MAR. Dentre as obras de arte, a de que mais gostou foi o “arco e flecha” (parte da obra “Loucura”, de Arthur Bispo do Rosário). Já para Lorena Vasconcelos, 12, o melhor de tudo foi poder tirar muitas fotos no espaço do Museu.

Foto: Arthur Moura

 

Alunos de São Gonçalo se encantam com Museu do Amanhã

Na manhã do dia 11 de abril, 33 crianças da Escola Municipal Anísio Spínola Teixeira, de São Gonçalo, foram recebidas no Museu do Amanhã, acompanhadas pela diretora da escola e de mais cinco educadores, no segundo passeio do projeto.

Anna Beatriz, 6 anos, empolgada com a primeira etapa da visita, quando é exibido filme que provoca os espectadores com perguntas sobre a origem da vida e o funcionamento do universo, explicou que aquilo que mais a encantou foi ver “as explosões”. É que a tela em forma de abóbada parece cobrir a criançada e dá a sensação de que se está efetivamente vivendo as situações. Alessandra Dutra Siqueira, 15 anos, também ficou impressionada com as nuvens que se formavam e se esvaíam no mesmo vídeo. Já Júlia Santos Lopes, 11 anos, gostou do aprendizado: “achei legal conhecer coisas diferentes, aprender mais, ter mais conhecimento. Isso é muito bom”.

Para a diretora Tatiana Gama, esse tipo de projeto é uma excelente oportunidade para crianças e adolescentes de comunidades menos favorecidas: “Sem este programa, acredito que estas crianças não teriam oportunidade de conhecer o Museu do Amanhã”, falou, destacando a dura realidade das comunidades onde a prioridade são as necessidades básicas. O professor Dilzo Ramos, diretor adjunto da escola, reforçou: “a iniciativa é espetacular. Muito válida a escolha de alunos da rede pública”.

Estudantes do CIEP 134 curtem Museu Histórico Nacional

No Dia do Índio, 19 de abril, o passeio foi com 34 alunos do segundo ano do ensino médio do CIEP 134, Vereador José Lopes de Araújo, do município de Nova Iguaçu, que passaram a manhã no Museu Histórico Nacional, acompanhados pela animadora cultural Luzinete Soares e pelo professor de Matemática Roberto Monteiro.

Os alunos, que foram cumprimentados pelo seu bom comportamento durante a permanência no Museu, se disseram impressionados com tudo o que viram, desde o mobiliário até eletrodomésticos antigos, como vitrolas, máquinas de escrever e de somar, além de brinquedos e peças de vestuário.

Um dos mais empolgados foi Michel Sullivan, 16 anos, que disse ter adorado o passeio e tudo o que aprendeu no MHN. A animadora cultural Luzinete se emocionou com a exposição: “Foi uma viagem no tempo. Retornei à minha infância”, afirmou. O professor Roberto Monteiro elogiou a iniciativa e avaliou: “Foi muito proveitoso, pois, dessa forma, tivemos oportunidade de complementar o que eles aprendem na escola”. Os educadores transmitiram os agradecimentos da diretora do CIEP, Maria Martins, à Fetranspor e ao TransÔnibus, sindicato que deu apoio à visita.

Foto: Arthur Moura

 

Envoltos por um aquário

Na manhã do dia 15 de maio, 40 alunos do 1º ao 5º ano da Escola Municipal Desembargador Ronald de Souza, de São Gonçalo, foram conhecer o AquaRio e se deslumbraram com a possibilidade de se perceberem envolvidos por um aquário gigantesco. “É muito show! Parece que estou junto com os peixes!”, disse o menino Felipe de Andrade Costa ao repórter de “o Dia”, que acompanhou a visita (matéria publicada em 18 de maio, em “O Dia no Coletivo”). O clima reinante era só de entusiasmo, deslumbramento e alegria.

A diretora Alessandra Braga enalteceu a iniciativa, que considerou de grande importância por fomentar conhecimento e cultura, dando oportunidade a crianças que dificilmente teriam acesso a esse tipo de atividade.

O programa funciona em parceria com os sindicatos filiados à Fetranspor da Região Metropolitana (Rio Ônibus, Setrerj, Setransduc e TransÔnibus) e com os espaços culturais. A participação das escolas se dá a partir de contato com os sindicatos participantes. A previsão é de 16 visitas mensais, atendendo a 720 alunos, entre o 3º ano do ensino fundamental e o 3º do ensino médio.

Comente aqui

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *