SEST e SENAT: essenciais para os rodoviários

19/08/2020 |

Entidades promovem ações de orientação e prevenção durante período da pandemia

Desde o início da pandemia do novo coronavírus, o Sest Senat assumiu a responsabilidade de levar aos trabalhadores do transporte ações importantes de prevenção, orientação e combate à Covid-19, que integraram o programa Transporte em Ação – Mobilização Nacional de Combate ao Coronavírus. “O trabalho da entidade, que sempre foi focado no bem-estar e desenvolvimento dos rodoviários, se intensificou, com o objetivo de oferecer informação e recursos para esta classe profissional atravessar com mais segurança o período da pandemia e o pós-pandemia”, afirma a supervisora do Conselho Regional do Sest Senat do Rio de Janeiro, Mônica Lyra.

Entre as ações promovidas pela entidade para os rodoviários, no período de março a junho, destacam-se: vacinação contra a gripe; disponibilização de serviços on-line; distribuição de kits de alimento e higiene; medição da temperatura corporal e realização de testes rápidos para a Covid-19. “Implementamos medidas de prevenção à Covid-19 já no estágio inicial da pandemia no Brasil. O trabalho exigiu uma grande mobilização das unidades e se desenvolveu ao longo dos meses seguintes. No estado do Rio de Janeiro, o Sest Senat não parou um só dia, para apoiar os responsáveis por não deixarem o País parar: os trabalhadores do setor de transportes”, disse a diretora da Unidade Deodoro, Marli Piay.

 

Vacinação contra a gripe
Segundo dados preliminares do Ministério da Saúde, 1.020.659 rodoviários foram imunizados, durante a Campanha Nacional de Vacinação contra a Gripe, encerrada dia 30 SEST E SENAT: essenciais para os rodoviários de junho. Os trabalhadores do transporte foram incluídos entre o público prioritário para receber a dose da vacina, após solicitação da CNT (Confederação Nacional do Transporte) e do Sest Senat ao Poder Executivo. Caminhoneiros autônomos, motoristas profissionais do transporte rodoviário de cargas e do transporte rodoviário interestadual de passageiros; motoristas e cobradores do transporte coletivo urbano de passageiros e trabalhadores portuários foram beneficiados pela mobilização.

A etapa de vacinação voltada para essas categorias começou em 16 de abril e disponibilizou, ao todo, 2,7 milhões de doses da vacina, que protege contra os três subtipos do vírus influenza que mais circularam no último ano no Hemisfério Sul, de acordo com a OMS (Organização Mundial da Saúde). Em outra fase da campanha, as unidades do Sest Senat em todo o Brasil funcionaram como postos para vacinação da população local. A imunização contra a gripe foi importante também para a exclusão do diagnóstico, facilitando a detecção da Covid-19, já que os sintomas das doenças são parecidos.

 

Serviços on-line nas estradas

Logo no começo da pandemia, o Sest Senat passou a oferecer atendimentos de saúde e bem-estar à distância, nas áreas de fisioterapia, nutrição e psicologia, além de aulas on-line de algumas modalidades esportivas das Escolas de Esporte de suas unidades operacionais. A iniciativa teve como objetivo não interromper tratamentos já iniciados antes da exigência do distanciamento social, bem como possibilitar a realização de novas consultas para as pessoas que sentissem necessidade, especialmente na fase de quarentena.

Os serviços on-line continuam funcionando. As atividades esportivas variam de acordo com cada localidade. Para informações sobre turmas, modalidades e horários, os interessados podem acessar https://www.sestsenat.org.br/unidades e buscar a unidade mais próxima. Já os atendimentos com psicólogos, nutricionistas e fisioterapeutas, que seguem diretrizes dos conselhos federais de cada uma dessas profissões, estão disponíveis em todas as unidades do Sest Senat e devem ser agendados no https://portaldocliente.sestsenat.org.br/. Para rodoviários e dependentes, cujos cadastros estejam atualizados junto à entidade, os atendimentos são gratuitos. Para o público em geral, os valores praticados são menores do que os de mercado.

Outra ação realizada pelo Sest Senat se deu em pontos específicos de algumas vias e estradas e nos portos, nos dois primeiros meses da pandemia. Motoristas de caminhão e ônibus, cobradores e trabalhadores dos portos receberam kits de alimentação e higiene e passaram por medições de suas temperaturas corporais. Além disso, também receberam orientações sobre o novo coronavírus.

 

Painel de testagem
Até o dia 30 de junho, 36.692 trabalhadores rodoviários de todo o Brasil passaram por testes para identificar se haviam sido contaminados pelo novo coronavírus. Todo este trabalho e seus resultados estão reunidos no Painel de Testagem no Transporte Rodoviário, ferramenta que apresenta um retrato do impacto da pandemia da Covid-19 sobre a saúde dos trabalhadores do setor de transporte. O painel permite que as informações sejam consultadas a partir dos resultados gerais, por perfi l (sexo e idade), por Unidade da Federação de residência do profi ssional (por exemplo: um motorista que saiu de Curitiba, mas foi testado em São Paulo, tem o resultado computado para o estado do Paraná), e por tipo de público testado.

Os testes rápidos, que levam em consideração a quantidade de anticorpos (IgM e IgG) produzidos pelo corpo humano contra o vírus Sars-Cov-2, que provoca a Covid-19, foram aplicados pelo Sest Senat em caminhoneiros autônomos, motoristas profi ssionais do transporte de cargas e motoristas e cobradores do transporte coletivo de passageiros. A testagem começou no dia 8 de junho.

 

Resultados no Rio

Entre os rodoviários testados, 90,5% (33.186) apresentaram resultados negativos para a doença e a taxa de infectados foi de 8,6% (3.163). O restante, 0,9% (343), foi considerado inconclusivo. Além disso, 6,9% dos trabalhadores que disseram não apresentar sintomas da Covid-19 foram diagnosticados com a doença. Entre os que apresentavam sintomas, 22% testaram positivo.

Os estados com mais rodoviários atingidos foram: Pará (44,9%), Maranhão (35,7%), Amazonas (28,2%), Ceará (27,5%) e Amapá (25,4%). No estado do Rio de Janeiro, onde foram realizados 2.309 testes, a taxa de confi rmação foi de 9,5%. Ou seja: 219 deram positivo, 2.077 negativo e 13 inconclusivos. Desses, 1.620 foram realizados em motoristas de ônibus, sendo que 157 deram positivo, 12 inconclusivos e 1.451 negativos, e 157 em cobradores, sendo 17 positivos e 140 negativos.

 

Ação setorial inédita
O Painel de Testagem foi desenvolvido pela CNT, em parceria com o Sest Senat. Seus dados são considerados estratégicos para direcionar ações das empresas do transporte e do poder público durante a pandemia. Além disso, são produto de uma ação setorial inédita, com o propósito de aprimorar e ampliar a prestação de serviços do Sest Senat dentro do setor e para toda a sociedade.

“Desde o início da crise, o Sistema CNT tem trabalhado para reduzir os impactos na produtividade das empresas e na saúde dos trabalhadores do setor. Além disso, a iniciativa do Sest Senat é também uma forma de contribuir com as políticas públicas que estão sendo adotadas pelo governo federal e governos estaduais no controle da pandemia no País”, afi rmou o presidente da CNT e dos Conselhos Nacionais do Sest e do Senat, Vander Costa.

Comente aqui

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *